0
História da joalheria

O fantástico mundo das bijuterias

Bijuterias. Joias Fantasia. Costume Jewelry. Não importa como a gente chame são peças incríveis que servem para enfeitar. E muito. Algumas vezes são peças que querem se passar por joias e fazem isso com muita competência. São substitutos perfeitos. Outras extrapolam em dimensões e são maravilhosamente exageradas. Outras, ainda, não guardam qualquer relação com o universo da joias e brincam com formas, materiais e proporções completamente diversos, em um mundo onde tudo é possível.

Carole Tanenbaum é uma grande colecionadora de bijuterias e pesquisadora. Seu insta é das coisas mais ecléticas e interessante!
Judith Miller escreve sobre diversas formas de colecionismo e tem inúmeros guias para entendermos esses universos, entre eles o mundo das bijuterias e seus criadores.

A história da bijuteria é tão fascinante quanto a história da joalheira. Sempre houve um substituto para a joia inalcançável. Sempre houve situações em que não cabiam joias. Dá para lembrar da faiança no Egito Antigo, da pasta de vidro em muitas regiões, cada uma com seu estilo. Tem gente que acha que tudo começou com Coco Chanel, mas seu mérito foi saber mesclar como ninguém as joias com as bijuterias para criar combinações incríveis.

Minhas bijuterias: broches que eu usei hoje lá no IGTV.

You Might Also Like...

Sem comentários

    Deixe seu comentário